Reflexão #2

O Tempo

O tempo é amigo ou inimigo?, é herói ou vilão?, nos traz o conforto necessário ou é penoso e árduo no seu ritmo determinado?… Ele nos dá esperança de dias melhores, mas também esconde o medo do inesperado, o tempo pode ser construtivo, mas também destrutivo, momentos podem fazer do tempo algo insignificante, mas em outros ele é determinante, o mesmo tempo que acomoda também pode cultuar o sofrimento, o tempo que nos faz aceitar também pode revoltar, sua irrelevância em certas situações conflita com sua característica decisiva e certeira, o tempo pode passar desapercebido em determinadas circunstâncias, mas em outras contamos os milésimos de segundos e estes nos parecem uma eternidade. “Tudo é uma questão de tempo”…”Dar tempo ao tempo”…frases angustiantes para quem não se contenta com a realidade, para quem não se conforma ou aceita determinada situação, o tempo não rege nossa vida, nós somos o tempo, nós criamos o tempo, nós fazemos nosso tempo, basta ter atitude e a melhor maneira de o fazer passar é tendo sabedoria e discernimento, aproveitando, buscando, transformando, lutando, batalhando, conquistando, esforçando-se, dando o melhor de si, vivendo cada segundo de maneira intensa e concreta, porque vidas abstratas sequer ultrapassam os obstáculos do tempo.

O mesmo tempo que conforta é o tempo que nos consome na esperança de um novo recomeço, de uma nova chance para tentar fazer diferente e melhor.
E quando esse tempo acaba, o qual parece não ter fim, pois independente das circunstâncias está lá no mesmo ritmo, um dia acaba sim, no dia em que nosso tempo acabou, no momento em que nossa máquina parou de bater o tic tac e aí nada mais faz sentido, tudo o que foi feito, ou não, perde sua razão de ser e o tempo começa do zero ou continua no mesmo ritmo, dependendo do seu ponto de vista, e, então, lamentações e arrependimentos serão sentimentos que nem sequer terão tempo de serem sentidos porque simplesmente seu tempo acabou.
Por tudo isso é que vivo na minha insignificância para muitos, mas garanto estar fazendo a diferença para quem realmente importa para mim, pois um dia vou poder dizer que fiz tudo que eu pude com satisfação e assim vou colher os frutos suculentos dessa minha dedicação incondicional e atemporal para com os meus. ( Ana Amélia)

INSCRIÇÃO